Anisocitose na gravidez - O que é, sintomas, causas, tipos e tratamento

1 Resposta

O que é anisocitose?

Anisocitose é um termo que se refere à condição dos glóbulos vermelhos. Eles adquirem tamanhos diferentes sendo irregulares. De onde vem o termo? “Aniso” significa desigual e “citose” se refere ao número de células, suas características ou movimento. A expressão anisocitose eritrocitária remete à diferença de tamanhos dos eritrócitos ou hemácias, também conhecidos como glóbulos vermelhos. É possível constatar quadros de anemia por falta de ferro ou outras doenças, ao observar alterações através da elevação do valor do RDW (Red Cell Distribution Width) no hemograma.

O organismo da mulher, ao gestar um bebê, trabalha a toda potência, já que tem que produzir substâncias em quantidades maiores que atendam às suas próprias necessidades e às do bebê. Logo, no estado de gestação, as referências do exame de sangue são distintas às de uma pessoa normal. 

A anisocitose pode ser constatada no início da gestação, durante os primeiros exames solicitados pelo médico.

Quando a mulher é informada de que tem anisocitose pode se assustar, já que o termo parece algo bem mais grave do que, de fato, possa ser. Se você está grávida e se depara com o termo, saiba que indica um aumento desigual do tamanho das células que pode estar associado a alguma doença ou à gravidez em si, já que você precisa produzir mais glóbulos vermelhos para suprir as necessidades do feto.

Na gravidez, a mulher produz um maior número de eritrócitos para suprir as necessidades de volume sanguíneo que deve chegar ao útero, à placenta e ao bebê. E é daí onde, em geral, é constatada a anisocitose.


Quais podem ser suas causas da anisocitose?

Neste ponto, você estará se perguntando: quais as causas da anisocitose? Tenha em conta que, saber a causa é muito importante para que o médico possa prescrever o tratamento mais adequado. 

Em linhas gerais, a anisocitose decorre de alguns tipos de vitamina, de alguma deficiência de vitaminas e minerais em nosso organismo, bem como pela existência de algum câncer. 

Mesmo que existam várias condições e doenças que possam afetar a contagem dos glóbulos vermelhos, a causa principal continua sendo a anemia. 

Como é sabido, a anemia é um transtorno sanguíneo bastante comum que se relaciona com alimentação pobre, um estilo de vida sedentário ou algum problema de saúde já existente. O que pode causar a anemia: 

  • Falta de ferro
  • Deficiência de vitamina C
  • Problemas gastrointestinais
  • Infecções
  • Gravidez
  • Perda de sangue
  • Deficiência protética
  • Talassemia
  • Doenças crônicas hepáticas
  • Doença da hemoglobina H
  • Síndrome mielodisplásico

E, mesmo assim, tendo em conta a sua causa ou o modo em que se estabelece, a anemia pode ser classificada de um tipo ou de outro. 


Tipos de anemia

Anemia por falta de ferro

Essa é a mais comum. A quantidade insuficiente de ferro no organismo afeta os glóbulos vermelhos. Dentre suas causas estão a má alimentação, hábitos pouco saudáveis, a menstruação, a gravidez e outras.

Anemia por deficiência de vitamina

Apresenta-se pelos baixos níveis de vitamina B12 ou de ácido fólico. 

Anemia aplástica

Costuma ser um transtorno pouco comum da medula óssea. Nesse caso, o corpo não produz suficientes células sanguíneas. Dentre suas causas estão as infecções virais, a radiação, a exposição a substâncias tóxicas ou drogas.

Anemia hemolítica

Costuma ser causada por doenças autoimunes ou por infecções. Na anemia hemolítica, os glóbulos vermelhos se arrebentam, diminuindo sua capacidade de transportar oxigênio.

Anemia falciforme

É um tipo de anemia hereditária. Os glóbulos brancos ficam grossos e obstruem os vasos sanguíneos. 

É a partir de uma análise detalhada que o médico identifica as alterações no sangue, classificando a anisocitose em três tipos: discreta, moderada e acentuada.


Quais são os tipos de anisocitose?

Como descrito, acima, há três níveis de gravidade da anisocitose: a discreta, a moderada e a acentuada. O grau é identificado pelo RDW (Red Cell Distribution Width), um medidor que determina a diferença de tamanho entre os glóbulos vermelhos analisados.

  • Anisocitose discreta: o conteúdo da alteração no tamanho dos glóbulos se apresenta dentro de 25% de sua concentração. O símbolo que a representa é o “+”.
  • Anisocitose moderada: o conteúdo se apresenta em até 50%. Seu símbolo é o “++”. 
  • Anisocitose acentuada: o número de células sanguíneas díspares é maior que a composição celular saudável, alcançando os 75%. Seu símbolo é o “+++”.

Ainda pode ser que se dê um caso de manifestações clínicas graves (“++++”), o que é bastante infrequente. Nesse caso, há uma substituição completa das células normais pelas modificadas. 


O que é a anisocitose plaquetária?

A anisocitose plaquetária, também conhecida como trombocitopenia ou plaquetopenia, na gravidez, se dá quando há alteração no número de plaquetas do sangue. Sua concentração diminui e como desempenham a função de fazer a coagulação do sangue em nosso corpo, é importante que estejam em equilíbrio. Esse é um problema que pode ser hereditário ou adquirido. 


Microcitose e Macrocitose: o que é isso?

Como você viu, existem vários tipos de anisocitose. A partir do hemograma, identifica-se as diferenças de tamanhos dos glóbulos vermelhos. Quando estes estão de um tamanho maior que o normal, é classificada de macrocitose. E, se ocorre o contrário, quando as células sanguíneas são menores, denomina-se micromitose. 

O VCM (Volume Corpuscular Médio) é o dado que indica o volume médio das hemácias. Se o VCM estiver baixo, estamos diante de uma anisocitose com microcitose. E, se estiver alto, é uma macrocitose. E se estiver normal? Fácil. Há uma normocitose. Embora os valores de referência variam de acordo com cada laboratório, costuma ficar entre 800 e 100 fl.

Indo um pouco mais à fundo, a macrocitose se dá quando há ampliação dos glóbulos vermelhos com concentração de hemoglobina constante. Os eritrócitos em tamanho maior recebem o nome de macrócitos ou megalócitos.

Dentre as causas mais comuns da anisocitose com macromitose está o consumo de álcool, a má ingestão de vitamina B12, o hipetiroidismo, a anemia aplástica, doenças do fígado e de obstrução das vias respiratórias, exposição crônica ao bezeno, gravidez.

A microcitose, por sua vez, é uma doença dos glóbulos vermelhos que se apresentam menores do que o usual. As causas da microcitose são muitas isso porque as células podem ser pequenas devido a mutações na formação das células sanguíneas. Ou mesmo, porque não estejam cheias de suficiente hemoglobina.

Já a anemia normocítica se da quando há uma baixa quantidade de glóbulos vermelhos, ainda que tenham o tamanho normal. É comum de ocorrer em homens e mulheres com mais de 85 anos. Dentre suas causas estão a produção reduzida de glóbulos vermelhos, a produção aumentada de HbS, a deficiência de B2 ou B6, a destruição ou perda dos glóbulos vermelhos por hemólise, anemia pós-hemorráfica ou outras causas relacionadas.


Quais os sintomas?

Considerando que a anisocitose é um fator indicativo de algo que não vai bem em seu organismo, não é algo que se trata diretamente. Logo, poderíamos dizer que não é mais do que o sintoma de outras doenças do que uma doença em si mesmo. 

Ainda assim, há alguns sinais que nos podem identificar desequilíbrio no sangue. Se sente algum desses sintomas e são persistentes, consulte seu médico para avaliar a necessidade de um exame mais exaustivo.

  • Tontura
  • Arritmia
  • Dor no peito
  • Falta de apetite
  • Dor de cabeça
  • Sensação de frio
  • Cansaço e fadiga
  • Perda de memória
  • Dor muscular
  • Fraqueza
  • Pele pálida

Os sintomas são mais fortes quanto mais fortes sejam os sintomas. 


Ter anisocitose na gravidez pode ser grave?

Como já mencionado anteriormente, a ocorrência da anisocitose pode ser notificada ainda no início do pré-natal. Isso porque o organismo da mulher produz mais eritrócitos para suprir as necessidades do feto. 

O fato de ser uma situação comum, não significa que a mulher não deva ter cuidados, já que o que está em jogo é a saúde do bebê e a sua própria. 


Existe tratamento?

Antes de tudo, é importante que um médico especialista possa determinar a causa que dá origem à anisocitose. Assim que tiver o diagnóstico correto, o médico prescreve um tratamento para corrigir o problema. O bom é que, na maioria dos casos, trata-se de anemia por falta de ferro. Logo, é um problema que se resolve com uma readequação alimentar e a suplementação com sulfato ferroso.

Respondido por Karina de Freitas há 3 meses
5 votos positivos
Perguntas relacionadas
O que fazer para evitar os gases durante a gravidez É certo que o parto cesárea dificulta a amamentação no peito? O que é uma depressão pós-parto? O que é a depressão pós-parto tardia? O que mais aliviou sua dor na hora do parto? O que é a listeriose? Alguém teve durante a gravidez? Que tipo de exercício físico pode fazer durante a gravidez e com que intensidade? Qual o tratamento para listeriose na gravidez? É normal o meu coração bater depressa? É perigoso? Sinto que está mais acelerado. O que levar na bolsa de maternidade? Tenho 22 anos e sou mãe de uma bebê de 1 ano. Sou mãe solteira e vivo na casa dos meus pais. Não aguento mais minha mãe interferindo na forma como crio minha filha. Como faço para ela entender que é vó e a mãe sou eu? Roupas para gestantes? O que é imprescindível? Não sei quem é o padre do meu filho. Atualmente tenho 27 semanas de gravidez. Tenho ciclos regulares. No meu último período tive relação com meu namorado atual no dia 13 do ciclo e com meu ex no dia 17. Dúvida cruel. O que fazer para aliviar os sintomas de gases na gravidez? O que é a psicose pós-parto?